Mãe e filho são presos em flagrante por chantagem sexual on-line

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais, após ciência de um crime de “sextortion” (chantagem sexual on-line) que acabará de ocorrer, prendeu em flagrante, ontem (28), mãe e filho, em Aparecida de Goiânia.

Entenda o caso

No final da tarde de 27 de fevereiro, a vítima dirigiu-se até uma delegacia de polícia e noticiou que estava sendo extorquida mediante graves ameaças para realizar transferência bancárias após acessar um perfil fake contido em um famoso site de acompanhantes/garotas de programa e clicar em um link que a direcionou para uma conversa pelo aplicativo WhatsApp. A situação configura sextortion (chantagem sexual online), na qual os criminosos exigem dinheiro em troca da não divulgação de conteúdos sensíveis da vítima.

A vítima realizou duas transferências bancárias (R$ 174 e R$ 568), cuja chave PIX tinha como beneficiária a mãe do autor das ameaças, sendo que este mesmo utilizando tornozeleira eletrônica praticou citado crime, tendo, inclusive, enviado à vítima um vídeo mostrando citada tornozeleira visando aterrorizá-la.

Por meio de sistemas de inteligência e diligências policiais, mãe e filho foram presos em flagrante no local em que ambos residiam. Após os procedimentos de praxe, a Autoridade Policial representou pela conversão da prisão em flagrante em preventiva do autuado que utiliza tornozeleira eletrônica.