Produção industrial goiana cresce pelo sétimo mês consecutivo

Pelo sétimo mês seguido, a produção industrial goiana apresentou crescimento. A expansão foi de 3,3% em novembro em relação ao mês de outubro de 2023. O dado consta na Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mais uma vez Goiás supera a média do Brasil, já que a indústria nacional variou 0,5% em novembro, na série com ajustes sazonais, na comparação com o mês anterior.

Setor industrial goiano apresentou sétimo mês consecutivo de crescimento em novembro 2023 (Foto: Arquivo Secom)

“O que estamos vendo é uma curva de crescimento contínua da industrialização do Estado de Goiás. Nosso trabalho é para seguir evoluindo, gerando renda e emprego em todas as regiões”, frisa o governador Ronaldo Caiado.

Com a variação de 3,3% na produção industrial nacional na passagem de outubro para novembro, a indústria goiana ficou em quarto lugar no ranking nacional, atrás apenas Paraná (5,4%), Espírito Santo (4,3%) e Rio de Janeiro (3,7%).

Na comparação com novembro de 2022, o setor industrial goiano subiu ainda mais, com crescimento de 16,6%. No acumulado do ano, entre janeiro e novembro, os números de Goiás também são positivos, com elevação de 4,9%. Já nos últimos 12 meses, o número é de 4,6%. Em relação a todo país, na comparação com novembro de 2022, a indústria brasileira avançou 1,3%.

A fabricação de produtos alimentícios, como açúcar e carnes, influenciou positivamente o dado mensal de Goiás, com alta de 17,8% em novembro, acumulando crescimento de 8,5% no ano.

Em seguida, aparecem a fabricação de produtos químicos (22,2%); derivados do petróleo e de biocombustíveis (17,5%); farmoquímicos e farmacêutico (5,9%); minerais não metálicos (4,1%); celulose, papel e produtos de papel (1,5%); e de bebidas (0,8%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui