Polícia Civil prende gerente de banco e namorada por furtar quase R$ 100 mil de correntistas de agência em Anápolis

Na última quarta-feira (01) a equipe do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Gref) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) prendeu, no Centro de Anápolis, um gerente de banco de 22 anos que estava subtraindo valores das contas de correntistas da agência bancária onde trabalha. Foi identificado que os valores eram transferidos para a conta de sua namorada, uma universitária de 19 anos, que também foi presa em Anápolis.

Na residência do gerente, que admitiu envolvimento com o tráfico de drogas, foi encontrada droga ao lado de três balanças de precisão e embalagens próprias para a venda, razão pela qual ele também foi autuado pelo crime de tráfico de drogas.
O banco informou que o prejuízo apurado, até o momento, ultrapassa a quantia de R$ 92 mil, envolvendo várias contas de diversos correntistas de Anápolis, com os fatos ocorrendo pelo menos desde o mês de maio.

O autuado se valia das facilidades conferidas pelo cargo de gerente para verificar a existência de contas sem movimentações recentes e, acreditando que as transações passariam desapercebidas, efetuava as operações criminosas em benefício de contas bancárias de amigos e de sua namorada, incluindo saques, transferências e até a tomada de empréstimos consignados não autorizados.
A prisão em flagrante se deu nesse dia, quando o gerente retornava de suas férias, ocasião em que ele efetuou movimentações no montante de R$ 8 mil, furtados da conta de um correntista que, quando contatado por um outro funcionário da agência, informou não reconhecer aquelas transações.

O casal foi autuado pela prática dos crimes de associação criminosa e furtos qualificados pelo abuso de confiança, mediante fraudes em sistemas informáticos, delitos cujas penas podem alcançar 11 anos de reclusão. O gerente incorreu, ainda, no crime de tráfico de drogas, cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão.