Polícia Civil identifica hacker por invadir sistema de empresa, subtrair dados e exigir quantia para resgate

A Polícia Civil, por meio do Grupo Especial de Investigações Criminais (Geic) de Rio Verde, identificou, em menos de 24 horas, hacker que realizou um ciberataque a uma empresa situada na cidade. O hacker subtraiu, de forma virtual e remota, mediante o uso da dark web, 80 Gigabytes de arquivos confidenciais. Em seguida, exigiu a quantia de R$ 35 mil da empresa para devolver as informações coletadas e já criptografadas por ele. Caso seja processado e condenado, o investigado pode pegar até 14 anos de prisão pelos crimes de invasão de dispositivo informático e extorsão. As investigações seguem agora, visando-se a identificação de outros eventuais envolvidos no esquema criminoso.