Polícia Civil apreende 5 mil pacotes de cigarros contrabandeados em mercearia de Goianésia

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Goianésia, apreendeu, mais de 5.000 pacotes de cigarros contrabandeados, que estavam escondidos em um depósito comercial da cidade. O proprietário do imóvel e dos cigarros foi preso em flagrante pelo crime de contrabando.

A Polícia chegou ao estabelecimento após denúncia anônima e troca de informações com a Polícia Militar. Apesar de ser uma pequena mercearia, a mercadoria apreendida (armazenada em um grande depósito que fica ao lado), está avaliada em R$ 200 mil.

Segundo a polícia, o estabelecimento foi monitorado por vários dias, nos quais constatou-se indícios da venda de cigarro ilegal. O proprietário foi identificado e, ao ser questionado sobre os cigarros, alegou que vendia sim, mas de forma lícita, inclusive a equipe foi convidada para adentrar no depósito. Durante a verificação, foi encontrada grande quantidade de cigarros contrabandeados, escondidos embaixo de uma pilha de papéis higiênicos.

O dono da mercearia, de acordo com a polícia, confirmou ser o proprietário dos fardos contendo cigarros e disse que compra de alguns fornecedores que vão até a mercearia. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante a ele. Questionado sobre a quantidade de fardos ali existentes, respondeu que havia aproximadamente 100 fardos com 50 maços de cigarro em cada um dos pacotes. Cada fardo custa R$ 1.500.

A perícia feita pela Polícia Técnico-Científica verificou que realmente os cigarros eram de venda exclusiva no Paraguai e que eram proibidos no Brasil. O material apreendido, dada a grande quantidade, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia em duas caminhonetas e dois veículos.

MEGANÉSIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui