Governo de Goiás anuncia 270 vagas em presídios para receber extremistas

Caiado disponibilizada 270 vagas em cidades em torno do DF para golpistas presos / Foto: Divulgação

Em reunião com deputados e senadores na tarde desta segunda-feira (9), o governador Ronaldo Caiado anunciou que o sistema prisional goiano colocou cerca de 270 vagas à disposição do Poder Judiciário para receber terroristas que participaram dos atos antidemocráticos em Brasília, no domingo (8).

São vagas no Presídio Estadual de Águas Lindas de Goiás e na Central de Triagem, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Caiado afirmou também que o serviço de inteligência do Estado está atento à futuras movimentações em solo goiano. “Nós, em Goiás, não vamos aceitar qualquer ato de vandalismo ou de criminalidade que venha a colocar em risco nosso sistema democrático”, garantiu o governador ao comentar que a destruição causada em Brasília foi consequência de uma “omissão das forças policiais do Distrito Federal”.

O governador reafirmou que a segurança de prédios públicos em Goiás foi reforçada.

O Estado também monitora, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo menos três rodovias que correm o risco de tentativa de bloqueio: BR-060, entre Goiânia e Anápolis; BR-153, entre Goiânia e Itumbiara; e BR-040, entre Luziânia e Brasília. Estes locais também ganham atenção especial do monitoramento de inteligência. Ainda segundo o governador, 60 policiais estão posicionados no Entorno do Distrito Federal e preparados para atuar no reforço da segurança de Brasília, caso sejam convocados pela Força Nacional.

Mais Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui